JOÃO JACINTO: EU METIA AS MÃOS NA ÁGUA

CICLO DE EXPOSIÇÕES DE DESENHO: O DESENHO COMO PENSAMENTO

14 DEZEMBRO A 12 JANEIRO |

SALA ESTÚDIO

CE: TODOS OS PÚBLICOS

PREÇÁRIO:
Entrada Livre







JOÃO JACINTO: EU METIA AS MÃOS NA ÁGUA

SINOPSE

O desenho faz parte de um pensamento visual que move o trabalho do artista. A obra de arte nasce como uma interação entre visão e pensamento, sendo corporizada grande parte das vezes através do recurso a este meio de registo.

Ao longo da história da arte verificou-se que o desenho foi sendo relegado para um segundo plano, tido como um mero registo preparatório e que não deveria ser partilhado. Todavia e com o decorrer da década de sessenta, assistimos a uma alteração deste paradigma e ele - o desenho - adquire uma maior relevância, sendo-lhe conferido um estatuto idêntico ao da pintura ou da escultura, por exemplo.

As imagens desencadeiam processos no nosso cérebro que as palavras não reconhecem. Desenhar não é apenas um processo artístico, é também pensamento.

Desenhar é apropriar-se da realidade, dar-lhe forma.

O desenho é uma das formas mais antigas e perfeitas de interpretação e criação do mundo.

Este é o mote para um conjunto de exposições designadas por “O Desenho como Pensamento” em que os diversos artistas convidados, distintos na sua linguagem conceptual, privilegiam o desenho na sua obra.


 

BIOGRAFIA

João Jacinto nasceu em Mafra no ano de 1966. Vive a trabalha em Lisboa. Em 1985 iniciou os seus estudos artísticos na Escola Superior de Belas Artes de Lisboa. Desde 1999 é docente na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa.
Expõe regularmente desde meados da década de oitenta, tendo realizado diversas exposições individuais e coletivas em Portugal e no estrangeiro. As suas obras estão representadas nas coleções Caixa Geral de Depósitos, Centro de Arte Moderna, Fundação Calouste Gulbenkian, Fundação PLMJ, Museo Extremeno Iberoamericano de Arte Contemporáneo, entre outras.
O seu trabalho está reproduzido em diversos livros e catálogos. 

FICHA ARTÍSTICA

Curadoria

Alexandre Baptista

PARTILHAR: