EM DESTAQUE NO CAA

CAA

SABER +

O DEPÓSITO CAÓTICO

11 MAIO A 17 NOVEMBRO

none

O Depósito Caótico: A Vida Social na Coleção Norlinda e José Lima

A Coleção Norlinda e José Lima é um acervo que o empresário José Lima, oriundo de Águeda e radicado em S. João da Madeira, constitui desde inícios da década de 1980, fruto do seu interesse e entusiasmo pela arte. A Coleção Norlinda e José Lima mostra-se ao público através de exposições organizadas por organismos como o Centro de Artes de Águeda ou o Centro de Arte Oliva, gerido pelo município de S. João da Madeira, com o qual José Lima protocolou a salvaguarda das obras.

A Coleção Norlinda e José Lima inclui à volta de 1250 obras realizadas por cerca de 500 artistas portugueses e estrangeiros entre o pós-Segunda Guerra Mundial e a atualidade. Estas obras caracterizam-se por uma variedade de meios de expressão e temas: no primeiro caso, pintura, desenho, escultura, fotografia, vídeo e instalação; na segunda circunstância, desde tópicos políticos a questões internas à prática e ao método artísticos.

A exposição O Depósito Caótico passa em revista a Coleção Norlinda e José Lima. Assim, reúne artistas portugueses e estrangeiros, históricos e a trabalhar agora, dos consagrados aos em início de carreira. Por outro lado, as obras selecionadas realizam-se em diferentes meios de expressão (do desenho à fotografia); inscrevem-se em vários estilos (desde a figuração, sobretudo na pintura, à abstração, maioritariamente na escultura); e abordam diversos temas, alguns intrínsecos à própria arte, a generalidade respeitante à vida social.

A exposição inspira-se no ato de colecionar, múltiplo e disperso por natureza, espécie de incessante acumulação desordenada de objetos. Tal ecoa no título, O Depósito Caótico, tomado de empréstimo de uma obra de Artur Barrio, e utilizado como metáfora para ilustrar tanto o efeito da ação do colecionador quanto a lógica subjacente à exposição.

O modo de mostrar as obras baseia-se nas afinidades visual, intelectual, emocional ou espiritual que emergem entre si quando colocadas em diálogo, formando zonas de contacto. Para além do sentido que cada obra possui, a sua junção estabelece, então, constelações de imagens e assuntos. A exposição traduz, pois, visões do mundo tanto as dos artistas quanta a do colecionador.


 

CICLO DE CONCERTOS DO CONSERVATÓRIO DE MÚSICA DE ÁGUEDA

ABRIL, MAIO E JUNHO | 19H00

CAFÉ CONCERTO

SABER +

VISITA GUIADA AO CAA

ÀS TERÇAS, |

TODOS OS ESPAÇOS DO CAA

SABER +

MULHER

5 A 26 MAIO |

SALA ESTÚDIO

SABER +

O DEPÓSITO CAÓTICO

11 MAIO A 17 NOVEMBRO |

ESPAÇO EXPOSITIVO

SABER +

DANÇAS OCULTAS

SÁBADO, 25 MAIO | 21H30

AUDITÓRIO

SABER +

POR FALAR EM AMOR - QUANDO SE ENFRENTA O CANCRO

DOMINGO, 26 MAIO | 15H30

AUDITÓRIO

SABER +

A GLÂNDULA SECRETA

QUINTA, 30 MAIO | 10H30

AUDITÓRIO

SABER +

PEDRO E O LOBO

SEXTA, 31 MAIO | 11H00

AUDITÓRIO

SABER +

PEDRO E O LOBO + O SOLDADINHO DE CHUMBO

SÁBADO, 1 JUNHO | 21H30

AUDITÓRIO

SABER +