SINAIS DE PAUSA

DE E COM SÃO CASTRO E ANTÓNIO M CABRITA

SEXTA-FEIRA, 18 NOVEMBRO, 2022 | 21H30

AUDITÓRIO

CE: M/6

DURAÇÃO: APROX 1H15

PREÇÁRIO:
6€ (C/DESCONTOS)

ADQUIRIR BILHETES







SINAIS DE PAUSA

SINOPSE

“Ensaio sobre a Cegueira”, “As Intermitências da Morte”, “Memorial do Convento”, “Objecto Quase”, “A Viagem do Elefante”, e tantas outras obras de José Saramago inspiraram São Castro e António M Cabrita a criar “Sinais de Pausa”.
Este dueto, interpretado pelos próprios, mais do que uma tentativa de transpor as obras do escritor nobilizado para a dança, propõem-nos uma viagem pelas palavras e personagens, temas e perspetivas de Saramago, percorrendo a sua exímia capacidade em questionar o papel do ser humano. A fisicalidade das palavras de José Saramago, a sua intenção e força dramática no corpo, tece e revela o sentido de humanidade repleto de fragilidades e contradições, a invocação do passado com um olhar no presente, o diálogo no interior da instância narrativa, o tempo comparado a um harmónio, a desordem revolucionária do uso da pontuação ou como o próprio gostava de chamar, sinais de pausa.

FICHA ARTÍSTICA

Conceito, coreografia e interpretação
São Castro
António M Cabrita


Desenho de luz
Nuno Meira

Cenografia
Fernando Ribeiro

Música
Philip Glass
Erik Satie
Machinefabriek
Arvo Pärt
Johann Sebastian Bach


Tema original e adaptado de
São Castro

Coprodução
Teatro Viriato, Viseu
Teatro Diogo Bernardes,
Ponte de Lima
Casa da Criatividade
Câmara Municipal de São João da Madeira


Parceiro institucional
Fundação José Saramago

Produção
PLAY FALSE - Associação Cultural

PARTILHAR: