O DESENHO NO CONTEXTO DA ARQUITECTURA

CONVERSA | O DESENHO COMO PENSAMENTO

SÁBADO, 12 DEZEMBRO 2020 | 16H00

CAFÉ CONCERTO

CE: TODOS OS PÚBLICOS

PREÇÁRIO:
Entrada gratuita com inscrição obrigatória em https://forms.gle/Lw4YZk9tvPmQqY2s6







O DESENHO NO CONTEXTO DA ARQUITECTURA

SINOPSE

O desenho começou a ser usado como meio preferencial de representação do projecto arquitectónico a partir do Renascimento, tornando-se assim essencial na prática quotidiana dos arquitectos e projectistas, assumindo, desde logo, um papel fundamental no processo de pensar o projecto.
Cabe ao desenho a primeira representação formal do que se pretende concretizar, sendo o seu registo uma valiosa ferramenta que possibilita o estudo de soluções, construindo assim um percurso que reflete, questiona e permite experimentar diversas ideias.
Le Corbusier afirmou que preferia desenhar a falar, que o desenho é mais rápido e deixa menos espaço para mentiras.
Há muito que existe uma relação entre arte e arquitectura, levando artistas e curadores a desenvolverem um trabalho específico sobre questões que tocam as duas áreas em causa.

Alexandre Baptista
 

BIOGRAFIA

AND-RÉ
Fundado em 2008, pelos sócios Bruno André e Francisco Salgado Ré, o escritório AND-RÉ é um estúdio criativo, dedicado à prática estratégica da Arquitetura e do Design, disciplinas que utiliza como instrumentos na criação de respostas positivas aos desafios e paradigmas contemporâneos.
O escritório trabalha na procura de soluções pragmáticas e contextualizadas, focadas no utilizador e na relação humana com espaço, com os objectos e com o impacto destes no mundo e na sociedade.
A filosofia da AND-RÉ baseia-se no diálogo, no esforço, no indivíduo, na responsabilidade e na atenção ao detalhe, como forma de atingir elevados níveis de qualidade, inovação e criatividade em todos os projectos. A dedicação e prática criteriosa destes valores resultou ao longo dos anos em vários reconhecimentos e premiações nacionais e internacionais.

Carlos Antunes
Licenciado em Arquitectura pela FAUP (1995). Doutorando em Arte Contemporânea no Colégio das Artes da Universidade de Coimbra.
Em 1996 funda o Atelier do Corvo com a arquitecta Désirée Pedro, com o qual obteve diversos prémios.
Desde 2008 é professor auxiliar convidado no Departamento de Arquitectura da Universidade de Coimbra.
É sócio do Circulo de Artes Plástica de Coimbra (CAPC) desde 1987 e Presidente da Direcção desde 2010. Director do ANOZERO - Bienal de Arte Contemporânea de Coimbra.

Paulo Mendes
Artista plástico de formação, comissário de exposições e produtor de projectos culturais. Apresenta o seu trabalho individualmente e em colectivo desde o início da década de 90.
Ao longo dos anos e enquanto artista plástico apresentou trabalhos no Museu de Serralves, Círculo de Artes Plásticas de Coimbra (CAPC), Museu do Neo-Realismo, Solar Galeria de Arte Cinemática, Museu do Chiado, Galeria ZDB, Culturgest, Galeria Quadrum, Sala do Veado, Fundação Cupertino Miranda, Galeria Graça Fonseca, Pavilhão Branco do Museu da Cidade, Galeria Nuno Centeno, Colégio das Artes, Centro Cultural Vila Flor (CCVF), Museu Berardo / CCB, Museu da Electricidade/MAAT, entre muitos outros espaços nacionais e internacionais.
O seu trabalho encontra-se representado em numerosas colecções públicas e privadas como a Fundação de Serralves, Coleção de Arte Fundação EDP/MAAT, Museu do Neo-Realismo, Fundação PLMJ, Fundação Ilídio Pinho, Colecção Norlinda e José Lima, Colecção Ivo Martins, entre outras.
Ao longo de cerca de trinta anos de trabalho, participou em aproximadamente trezentos projectos expositivos e performativos, tendo comissariado e produzido mais de setenta exposições, independentes e institucionais, que marcaram o desenvolvimento do trabalho de uma nova geração de criadores e lhe proporcionaram um extenso conhecimento das práticas artísticas em Portugal.

Sérgio Fazenda Rodrigues
É arquiteto (FAUTL), curador e professor universitário (FBAUL). É mestre em Arquitectura (IST-UL), foi doutorando em Belas Artes (FBAUL) e em Arquitetura (IST-UL). Dedica-se à crítica e curadoria de arquitetura e artes visuais, integra a A.I.C.A. e escreve/publica desde 2005.
Foi cofundador do Projeto Editorial Palanque e editor convidado da revista de arte Contemporânea, com quem colabora regularmente. Foi consultor cultural do Governo Regional dos Açores tendo a seu cargo, nesse período, a gestão da coleção de arte contemporânea do Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas e a preparação de eventos culturais da mesma entidade.
Foi consultor da D.G.Artes para a seleção de candidatos para a Representação Oficial Portuguesa na 17.a Exposição Internacional de Arquitetura – La Biennale di Venezia 2020. Como curador, o seu trabalho é desenvolvido de forma autónoma, em articulação com instituições, galerias e espaços independentes, em Portugal (M.A.A.T., Museu Berardo, Fundação Carmona e Costa, Fundação Leal Rios, Walk&Talk), Espanha, Bélgica e Inglaterra.

FICHA ARTÍSTICA

Convidados

Carlos Antunes
Paulo Mendes
Sérgio Fazenda Rodrigues
AND-RÉ

PARTILHAR: