SINFONIA EROICA

ORQUESTRA METROPOLITANA DE LISBOA

SÁBADO, 25 SETEMBRO 2021 | 21H30

AUDITÓRIO

CE: M/6

DURAÇÃO: 1H10 (APROX.)

PREÇÁRIO:
10€ (com descontos)

ADQUIRIR BILHETES







SINFONIA EROICA

SINOPSE

A música é uma marca importantíssima da cultura alemã.
Mais do que a literatura e a filosofia, a projeção universal dos seus compositores é de tal modo arrebatadora que tende a desvincular-se da sua proveniência. Mas não deixa de ser fruto de um contexto geográfico que se constituiu politicamente como Estado-Nação em 1871. A música sempre teve uma participação substantiva na construção dessa identidade, quer antes quer depois daquela data. Um dos aspetos que melhor a distingue é a vontade de traduzir em música a natureza profunda da existência humana. E quem melhor do que Ludwig van Beethoven para o ilustrar? Este programa junta a Abertura Coriolano e a Sinfonia Eroica, duas partituras de onde transbordam ideais e inquietações. Pelo meio, temos a oportunidade de ouvir uma nova criação com assinatura do compositor aguedense Luís Cardoso.


Programa

Ludwig van Beethoven (1770-1827)
Abertura Coriolano, Op. 62 (1807)

Luís Cardoso (n. 1974)
In Paradisum - Nam qui morietur solus (obra em estreia)

Ludwig van Beethoven
Sinfonia N.o 3 em Mi Bemol Maior, Op. 55, Eroica (1804)
            I. Allegro con brio
            II. Marcha fúnebre: Adagio assai
            III. Scherzo: Allegro vivace
            IV. Final: Allegro molto

FICHA ARTÍSTICA

Maestro

Pedro Neves




PARTILHAR: