O DEUS DA CARNIFICINA

QUI E SEX , 10 E 11 MAIO 2018 | 21H30

AUDITÓRIO

CE: M/12

DURAÇÃO: 1H30

PREÇÁRIO:
Entrada Gratuita







O DEUS DA CARNIFICINA

SINOPSE

Nada nos tira do sério ou potencia o nosso lado animalesco e protetor como uma investida contra os nossos filhos. Este espetáculo constitui uma oportunidade para explorar vários registos de comédia negra onde o sarcasmo, a ironia e o cinismo, são instrumentos a que o texto recorre e que os atores naturalmente integram no jogo e que, no combate que se adivinha, provocam risos. Alguns são risos nervosos, descontrolado por vezes, como quem assiste a um funeral e se ri perante uma situação trágica, mas que aos nossos olhos resulta, involuntariamente, caricata, ridícula até. Quando olhamos ao espelho, por vezes, o nosso reflexo é adulterado pelo nosso cérebro, de modo a que a perceção dos nossos receios mais profundos, seja suavizada, como que nos preparando para uma realidade não desejada. “O Deus da Carnificina” tem esse mesmo efeito em nós. No fundo desejamos não ser nenhuma das personagens aqui retratadas, mas não nos conseguimos impedir de identificar determinados comportamentos, que embora condenemos nos são demasiadamente familiares.

 

FICHA ARTÍSTICA

Autoria
Yasmina Reza 
Tradução e Encenação
Diogo Infante
Com
Diogo Infante 
Jorge Mourato
Patrícia Tavares  
Rita Salema
 
Cenografia e Adereços
Catarina Amaro 
Desenho de Luz 
Tânia Neto 
Espaço Sonoro 
Rui Rebelo 
Assistência de Encenação
Isabel Rosa 
Fotografia 
Carlos Ramos 
Direcção de Produção
Ana Rangel
Miguel Dias 

Coprodução 
Teatro da Trindade INATEL Plano 6

 


 

PARTILHAR: